Líder pediu perdão por abusos do pai

Em setembro, durante a campanha, Park Geun-hye fez um pedido público de desculpas por abusos cometidos durante o governo de seu pai. Mas também descreveu o golpe de 1961 como "necessário". Park Chung-hee, governo até 1970, quando foi assassinado por um guarda-costas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.