Líder quer deixar órgão de direitos humanos

O presidente venezuelano, Hugo Chávez, pediu ontem a um conselho estatal que avalie o modo mais rápido para a Venezuela abandonar a Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) que, segundo ele, atua sob as orientações dos EUA. "Temos de continuar construindo a plena independência nacional", disse. Em 2010, Chávez já havia ameaçado deixar a CIDH, que denunciou a intolerância política de seu governo e a violência contra sindicalistas, mulheres, camponeses e jornalistas venezuelanos.

O Estado de S.Paulo

01 Maio 2012 | 03h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.