Líder rebelde timorense se reúne com o chefe do Exército

O comandante rebelde Alfredo Reinado se reuniu nesta quinta-feira em Díli com o chefe do Exército, Taur Matan Ruak, para negociar uma saída para a crise no Timor Leste.Reinado, que chegou à capital protegido pelas forças australianas que atuam no país, disse aos jornalistas que "houve uma boa atmosfera e sinais de um espírito de reconciliação no Exército após a crise", antes de voltar a Suai, 217 quilômetros a oeste de Díli.O major fugiu da prisão em que estava detido desde a descoberta de uma grande quantidade de armamento em sua casa. Ele também deve responder à Justiça pela morte de um soldado após um confronto armado com o Exército.Antes de voltar a Suai, onde se entrincheirou com vários de seus homens, Reinado prometeu retornar a Díli para assumir sua responsabilidade e encerrar a sua rebelião contra o Governo.O brigadeiro Malcolm Rerden, comandante das forças internacionais no Timor, disse que a reunião é parte do mecanismo criado pelo Governo para buscar uma solução."Há uma genuína tentativa das duas partes de encontrar uma solução pacífica", disse Rerden.As forças internacionais, integradas por Nova Zelândia, Malásia, Austrália e Portugal, atuam coordenadas com a Missão Integrada no Timor Leste (Unmit).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.