Líder religioso é condenado por estupro

O americano Warren Jeffs, líder da Igreja Fundamentalista dos Santos dos Últimos Dias, que defende a poligamia, foi julgado culpado ontem no Estado de Utah de cumplicidade no estupro de uma garota de 14 anos que ele forçou, em 2001, a casar-se com um primo de 19. Jeffs, de 51 anos, pode ser sentenciado à prisão perpétua.

O Estadao de S.Paulo

26 de setembro de 2007 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.