Líder separatista é reverenciado

Abdullah Ocalan é o herói dos curdos da Turquia. Nos anos 80, ele fundou o PKK e deu início a uma guerra civil no Curdistão turco que culminou na morte de milhares de pessoas. Perseguido, passou por Síria, Rússia e Itália, além de países do continente africano, antes de ser preso numa ilha-prisão no Mar de Marmara, perto de Istambul. Todos os outros prisioneiros foram removidos para outros locais. A segurança dele é feita por mais de mil soldados. O site Freedom for Ocalan (www.freedom-for-ocalan.com) é censurado na Turquia. Hoje, muitos jovens turcos ateiam fogo ao próprio corpo em solidariedade a Ocalan.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.