Líder supremo diz que Irã continuará com programa nuclear

O líder supremo iraniano, o aiatolá AliKhamenei, afirmou nesta segunda-feira que Teerã seguirá adiante com suas atividadesnucleares, apesar das pressões internacionais sobre o Irã para quesuspenda o enriquecimento de urânio. A declaração de Khamenei, divulgada pela televisão estataliraniana, foi feita um dia antes da data fixada pelas autoridades do Irã para anunciar sua resposta sobre o plano internacional de incentivos, oferecido ao país para que renuncie ao enriquecimento deUrânio. "As potências opressoras lideradas pelos Estados Unidos têm medo do desenvolvimento dos países islâmicos em diferentes âmbitos e por isso pressionam a República Islâmica em relação a seu programa nuclear", disse Khamenei. "No entanto, a República Islâmica do Irã, aproveitando suasexperiências dos últimos 27 anos, tomou sua decisão e em relação ao caso nuclear e a outras questões seguirá seu caminho confiando em Deus", acrescentou o líder máximo iraniano. Khamenei também disse que seu país "obterá os doces resultados" desta decisão, após insistir em que o programa iraniano tem fins pacíficos e em que "as potências opressoras sabem que o Irã não quer desenvolver armas nucleares". O líder iraniano pediu união entre todos os povos islâmicos, e elogiou, por outro lado, a "vitória do Hezbollah (grupo xiita libanês) na guerra contra o inimigo sionista (Israel)". "Esta vitória demonstra a todos os muçulmanos que podem conseguir a vitória apoiando-se na força dos povos islâmicos", acrescentou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.