Líder supremo do Irã rejeita oferta dos EUA por diálogo

Aiatolá Ali Khamenei afirma que diálogo não resolveria problemas e que país não cederá a ameaças americanas.

BBC Brasil, BBC

07 de fevereiro de 2013 | 14h53

O líder supremo do Irã, o aiatolá Ali Khamenei, rejeitou categoricamente nesta quinta-feira uma oferta dos Estados Unidos para negociações diretas entre os dois países.

Em um comunicado publicado em seu site na internet, o aiatolá afirma que as negociações não resolveriam nenhum problema.

Ele acusou os Estados Unidos de "apontar uma arma para a cabeça do Irã", mas disse que o país não ficará amedrontado pelas ameaças.

Esta é a primeira declaração de Ali Khamenei em relação à oferta americana para negociações diretas, feita na semana passada pelo vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden.

A oferta havia recebido elogios cautelosos do ministro das Relações Exteriores do Irã, mas o líder supremo do país tem a palavra final sobre a política externa iraniana. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.