Líder taleban suspeito de atuar em massacre é morto no Paquistão

Conhecido como Sadam, comandante de organização taleban, foi atingido numa troca de tiros em região próxima a Peshwar

O Estado de S. Paulo

26 de dezembro de 2014 | 19h42

Forças de segurança paquistanesas mataram um líder taleban que teria organizado o ataque contra uma escola na qual morreram 149 pessoas no dia 16, em Peshawar, segundo as autoridades locais.

O líder taleban, conhecido como Sadam, foi abatido na quinta-feira à noite em uma troca de tiros com as forças de segurança na zona tribal de Khyber, próximo da cidade de Peshawar, onde ocorreu o massacre.

"O comandante Sadam era um terrorista temido, foi morto em uma troca de tiros com as forças de segurança na cidade de Jamrud", declarou o chefe da administração regional, Shahab Ali Shah, em Peshawar. "Seis cúmplices foram feridos e detidos."

Os sobreviventes estão sendo interrogados pela polícia. Sadam era comandante da organização Tehreek e Taleban Paquistão (TTP). / AFP

Tudo o que sabemos sobre:
PaquistãoPeshwarterrorismoterror

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.