Líderes anglicanos alertam para risco de cisma

Líderes da Igreja Anglicana disseram que sua comunhão global estará ?posta em perigo? se a Igreja Episcopal dos Estados Unidos - um braço do Anglicanismo - seguir adiante com a consagração de um bispo abertamente gay. Numa declaração unânime emitida ao final de uma reunião de emergência de dois dias, líderes de 37 igrejas nacionais pertencentes à comunhão pediram que seus fiéis não reajam de modo precipitado, mas aparentemente concluíram que partes da Igreja cortarão os laços com a diocese de New Hampshire, ou mesmo com toda a Igreja Episcopal. Eles também pediram que o líder máximo do anglicanismo, o Arcebispo de Cantuária, Rowan Williams, estabeleça uma comissão para estudar as divisões. A consagração de V. Gene Robinson, o sacerdote homossexual elevado a bispo nos Estados Unidos, está marcada para 2 de novembro. A reunião de emergência foi convocada pelo arcebispo Williams, e a declaração final diz que ?se a consagração dele prosseguir, reconhecemos que chegamos a um ponto crítico e crucial na vida da Comunhão Anglicana e temos de concluir que o futuro da comunhão estará posto em perigo?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.