Líderes árabes querem convencer Saddam a renunciar, diz jornal

Alguns líderes árabes avaliam a possibilidade de convencer o presidente do Iraque, Saddam Hussein, a renunciar, a fim de evitar uma nova guerra no Golfo Pérsico, informou hoje o diário britânico The Financial Times, sem mencionar as fontes. A operação diplomática do mundo árabe seria ativada depois que os inspetores da ONU concluírem a vistoria de mais de 700 locais suspeitos de produzir ou estocar armas de destruição em massa."Uma das propostas é que, após a entrega do relatório, se realize às pressas uma reunião sobre a guerra e seja dada uma oportunidade às nações árabes para analisarem a situação", disse um alto funcionário de um dos países da região. "Uma opção é que Saddam deixe o poder. Agora não se pensa nisso, mas pode-se mudar de idéia quando os americanos mostrarem que a guerra é séria."O diário recordou que na semana passada o príncipe Saud al-Feisal, chanceler da Arábia Saudita, negou ter pedido ao líder iraquiano que renunciasse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.