Líderes chineses vão definir políticas e prioridades de reformas para 2014

Lideranças chinesas devem se reunir a portas fechadas na próxima semana para estabelecer políticas e prioridades de reforma para 2014, afirmaram fontes, na esteira de uma reunião do Partido Comunista que estabeleceu uma agenda de mudanças para a próxima década.

Reuters

05 de dezembro de 2013 | 07h47

A Conferência Econômica Central do Trabalho anual vai reunir os principais líderes do partido, ministros e autoridades provinciais para discutir metas econômicas, incluindo a taxa de crescimento, inflação e oferta monetária para o ano que vem.

Analistas e investidores esperam que o governo anuncie planos de reforma detalhados para o próximo ano, depois de uma reunião do Comitê Central do Partido Comunista da China, que governa o país, ter definido mudanças econômicas e sociais.

Segundo as fontes, as lideranças devem manter uma política monetária "prudente" em 2014..

Os assessores do governo, que apresentam as propostas de política aos líderes, ainda estão presos em torno do debate se o governo deve cortar a meta de crescimento econômico para 7 por cento em 2014, em relação aos 7,5 por cento deste ano.

(Reportagem de Kevin Yao)

Tudo o que sabemos sobre:
CHINAPLANO2014*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.