Líderes da APEC em Xangai condenam o terrorismo

Os 20 líderes da cúpula de Cooperação Econômica da Ásia e Pacífico (APEC), que aconteceu neste fim de semana em Xangai, na China, fizeram uma declaração condenando o terrorismo e se comprometeram em trabalhar para o crescimento econômico através de políticas específicas. A reunião foi presidida pelo presidente da China, Jiang Zemim, e contou com a presença dos presidentes dos Estados Unidos, George W. Bush, da Rússia, Vladimir Putin e do primeiro-ministro do Japão, Junichiro Koizumi. Taiwan, que é membro da APEC, boicotou a reunião.

Agencia Estado,

21 Outubro 2001 | 08h59

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.