REUTERS/Adriano Machado
REUTERS/Adriano Machado

Líderes da oposição da Venezuela se reúnem com chanceler brasileiro

Ex-prefeito de Caracas Antonio Ledezma, deputado exilado Julio Borges e o ex-dirigente do partido Voluntad Popular Carlos Vechio estão na capital brasileira para encontro com Ernesto Araújo e outros membros da chancelaria

Redação, O Estado de S.Paulo

17 de janeiro de 2019 | 10h51

BRASÍLIA - O ex-prefeito de Caracas Antonio Ledezma, junto com outros reconhecidos opositores venezuelanos, se reúne nesta quinta-feira, 17, com o chanceler brasileiro, Ernesto Araújo, e outros membros do governo de Jair Bolsonaro.

"Teremos uma reunião de trabalho durante todo o dia, tanto com o chanceler Araújo quanto com outros representantes do Ministério de Relações Exteriores e de outros organismos do governo (brasileiro)", explicou Ledezma pouco depois de chegar à capital brasileira.

O ex-prefeito de Caracas, no exílio desde o fim de 2017, quando fugiu da Venezuela após ter ficado preso por 1002 dias, chegou a Brasília junto com o deputado e ex-presidente da Assembleia Nacional da Venezuela Julio Borges e com o ex-dirigente do partido Voluntad Popular Carlos Vechio.

Os três opositores venezuelanos apoiaram a decisão da Assembleia Nacional de declarar ilegítimo o governo de Nicolás Maduro e deram seu respaldo para que o atual presidente do Legislativo do país, Juan Guaidó, o substitua no poder.

Essa posição foi referendada também pelo Brasil que, junto com os membros do Grupo de Lima, um mecanismo que reúne 14 países da região, aprovou - com exceção do México - que não se reconheça a legitimidade do novo mandato de Maduro, iniciado no dia 10. / EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.