Líderes da UE promovem reunião de emergência hoje à noite

Líderes da União Européia reúnem-se hoje à noite em Bruxelas para mostrar solidariedade aos EUA e para alinhavar ações conjuntas de combate ao terrorismo. O encontro, cercado de um aparato de segurança sem precedentes, também discutirá ações para acalmar o nervoso mercado financeiro. O quarteirão onde está localizado a sede da União Européia foi bloqueado e as estações de metrô próximas ao local serão fechadas a partir desta tarde, embora o encontro só esteja previsto para começar à noite. Vôos sobre a capital belga também serão suspensos durante a reunião. O encontro de emergência foi convocado pela Bélgica, país que atualmente ocupa a presidência rotativa da União Européia. O primeiro-ministro belga, Guy Verhofstadt, afirmou que os líderes europeus devem mostrar solidariedade aos EUA e definir uma diretriz real européia contra o terrorismo. "Essa estratégia deve ser global e duradoura", afirmou. Em sua carta-convite para o encontro, Verhofstadt disse que seria importante que os líderes da UE tentassem amenizar o impacto econômico da crise. "Nós precisamos reforçar a necessidade de dar segurança e enviar uma mensagem para acalmar os mercados, enfatizando que eles não foram fundamentalmente afetados pelos ataques", escreveu. Os 15 líderes da União Européia devem confirmar o apoio dado aos EUA após os ataques da semana passada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.