Líderes de China e Taiwan trocam cartas pela 1ª vez em 60 anos

Presidentes não se reconhecem como chefes de Estado, mas presidente taiwanês tem se aproximado de Pequim

AP,

27 de julho de 2009 | 10h47

Os presidentes da China, Hu Jintao, e de Taiwan, Ma Ying-jeou, trocaram correspondência pela primeira vez em seis décadas. O governo de Pequim felicitou o líder taiwanês pela vitória na eleição para a liderança de seu partido, o Kuomintang.

Hu pediu a Ma um aumento na confiança mútua entre as duas partes e recebeu um pedido por um impulso à paz e à estabilidade na região.

Os dois líderes não se reconhecem como chefes de Estado, mas o presidente taiwanês iniciou uma política de aproximação com a China, que considera Taiwan uma 'província rebelde'.

Os dois países se separaram em 1949 após a revolução chinesa, liderada por Mao Tse Tung. Derrotado, o governo nacionalista de Chiang Kai-shek se transferiu para Taiwan.

Tudo o que sabemos sobre:
ChinaTaiwan

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.