Líderes de Europa e África condenam violência na Síria

Líderes de 10 nações do sul da Europa e do norte da África condenaram os "crimes hediondos" cometidos pelas "forças do governo da Síria e suas milícias". Em um comunicado final divulgado neste sábado no Fórum Mediterrâneo Ocidental, eles pediram que o regime de Bashar al-Assad garanta a segurança dos cidadãos. O evento reuniu os líderes da França, Itália, Espanha, Portugal Malta, Argélia, Tunísia, Marrocos, Líbia e Mauritânia.

Agência Estado

06 de outubro de 2012 | 11h38

Os participantes do fórum também expressaram preocupação com a "instabilidade e insegurança" no norte de Mali, região controlada por islâmicos ligados à al-Qaeda, pedindo uma rápida solução que preserve a integridade territorial e soberana de Mali.

Os líderes também reiteraram a necessidade de combater o terrorismo e o crime organizado transnacional. Eles também se posicionaram a favor de uma paz justa e duradoura no Oriente Médio por meio da "retomada das negociações", visando a uma resolução de dois Estados. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
FórumMaltaSíria

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.