Líderes de nações da ex-URSS vão à Geórgia apoiar país

Os presidentes de cinco nações ex-comunistas viajarão à Geórgia para manifestar apoio ao país do Cáucaso na guerra contra a Rússia, informou hoje Mariusz Handzlik, um assessor do presidente da Polônia, Lech Kaczynski. Segundo ele, o presidente polonês e os mandatários da Estônia, da Lituânia, da Letônia e da Ucrânia poderão pegar um avião para Tbilisi na noite de hoje ou amanhã. Enquanto isso, a França anunciou o envio de uma remessa humanitária de suprimentos à Geórgia e informou que o avião também poderá retirar cidadãos franceses e de outros países da União Européia da região.O chanceler francês Bernard Kouchner disse que o avião transportará 30 toneladas métricas de suprimentos e tendas para desabrigados. Kouchner, que hoje está em Tbilisi, capital da Geórgia, para tentar mediar a paz entre os dois países em conflito, afirmou que teve uma reunião com o presidente georgiano Mikhail Saakashvili. Ele disse que o mandatário da Geórgia está "determinado a fazer a paz". Kouchner afirmou que Saakashvili concordou com todas as propostas para um plano de paz, que, segundo ele, é "bastante simples". O plano inclui um cessar-fogo imediato e incondicional e acesso das vítimas civis à assistência humanitária. O presidente da França, Nicolas Sarkozy, deverá visitar Moscou nos próximos dias. Com informações da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.