Líderes do G-20 estão indecisos sobre Síria

Os líderes mundiais do Grupo dos 20 (G-20, que reúne as nações mais industrializadas e as principais potências emergentes do mundo) estão debatendo sobre a guerra civil na Síria, mas não estão próximos de fechar um acordo para evitar uma intervenção militar no país.

AE, Agência Estado

06 Setembro 2013 | 05h21

Alguns líderes concordam com o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e o presidente da França, François Hollande, de que armas químicas foram utilizadas no ataque contra civis na Síria em 21 de agosto. Para eles, a responsabilidade do ataque é do presidente Bashar Assad.

Os Estados Unidos e a França estão preparando uma intervenção militar contra o regime de Assad. Eles tentam conseguir apoio para a ação na reunião do G-20 realiza em São Petersburgo, na Rússia. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
G20Síria

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.