Líderes do G8 pedem o fim das operações no Oriente Médio

Os líderes do G8 (grupo dos oito países mais ricos do mundo) aprovaram neste domingo um manifesto direcionado aos israelenses, palestinos e membros do grupo radical Hezbollah que pede a suspensão das operações armadas no Oriente Médio."A prioridade neste momento é criar condições para que a violência na região acabe. Depois, as bases devem sentar para discutir uma solução permanente", explicou o manifesto divulgado pelos líderes. O G8 deseja que o território israelense não seja mais atacado por foguetes do Hezbollah e que Israel, por sua vez, retire as tropas da Faixa de Gaza.Apesar de considerar legítimo o direito de defesa dos israelenses, o G8 pede que Israel tenha "consciência de seus atos e que procure ser humanitário em suas ações". O documento dos líderes ainda pede que os palestino aceitem a existência de Israel.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.