Líderes muçulmanos do Reino Unido reforçam segurança

Líderes muçulmanos britânicos informaram que estão reforçando a seguranças nas mesquitas em todo o Reino Unido, em decorrência dos ataques na Noruega. Mohammed Shafiq, líder da Fundação Ramadhan, um dos maiores grupos muçulmanos do Reino Unido, disse que as mesquitas estão sob vigilância extra, após notícias de que o suposto culpado pelos ataques na Noruega seria contra a imigração de muçulmanos para Europa.

AE-AP, Agência Estado

24 de julho de 2011 | 12h16

Shafiq afirmou neste domingo à Associated Press que estava conversando com outros líderes muçulmanos europeus sobre a necessidade de aumentar a segurança, e que a polícia britânica teria sido contatada para proteção extra. A polícia norueguesa não confirmou se o manifesto online contra a imigração muçulmana para Europa foi escrito pelo extremista norueguês Anders Behring Breivik, mas o advogado dele se referiu a isso. As informações são da AP.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.