REUTERS/Ben Birchall
REUTERS/Ben Birchall

Líderes mundiais não serão convidados para o casamento do príncipe Harry, diz família real

Figuras políticas em suas capacidades oficiais estarão excluídas da lista, incluindo a premiê britânica, Theresa May

O Estado de S.Paulo

10 Abril 2018 | 11h17

A família real anunciou nesta terça-feira, 10, que não convidará líderes mundiais e figuras políticas em suas capacidades oficiais para o casamento do príncipe Harry com Meghan Markle, segundo informações da rede CNN.

+ Polícia investiga crime de racismo em carta enviada à noiva do príncipe Harry

+ Princesa Eugenie, neta da rainha Elizabeth, se casará no fim do ano

“Ficou decidido que uma lista oficial de líderes políticos - tanto britânicos como internacionais - não será solicitada para o casamento entre o príncipe Harry e a srta. Markle”, disse o porta-voz do Palácio de Kensington. A primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, também não será convidada.

+ Namorada de líder do UKIP é suspensa por mensagem racista sobre Meghan Markle

+ Carruagem horrível e coroas desconfortáveis: a coroação de Elizabeth II

De acordo com uma fonte da família real, o ex-presidente americano Barack Obama e sua mulher, Michelle, que são próximos do casal, não comparecerão ao evento. “O governo de Sua Majestade foi consultado sobre a decisão, a qual foi tomada pela família real.”

Na segunda-feira, o Palácio de Kensington informou que o casal prefere que doações sejam feitas a instituições de caridade ao invés de ganhar presentes de casamento tradicionais, como torradeiras ou chaleiras. Eles "escolheram instituições de caridade que representam uma série de questões pelas quais são apaixonados". / com REUTERS e AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.