Líderes mundiais saúdam Chile por sucesso da operação

Lula, Obama e Bento XVI estão entre os que enviaram mensagens de congratulações ao presidente chileno

REUTERS e AP, O Estado de S.Paulo

14 de outubro de 2010 | 00h00

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva parabenizou ontem seu colega chileno, Sebastián Piñera, pelo "extraordinário trabalho" de resgate dos trabalhadores da mina San José. Em conversa telefônica de cerca de dez minutos, Lula, segundo a Secretaria de Imprensa da Presidência da República, disse que "todo o mundo está orgulhoso do que o Chile está realizando".

Líderes de toda América Latina, EUA, países europeus e o papa Bento XVI cumprimentaram o governo chileno pelo resgate. O porta-voz da Casa Branca, Robert Gibbs, disse que o presidente dos EUA, Barack Obama, está "inspirado" com o salvamento dos mineiros no Chile. Segundo o porta-voz, o presidente americano assistiu a alguns resgates pela TV e ficou comovido com o esforço coletivo para tirá-los da mina onde ficaram presos por mais de dois meses.

Para Obama, os resgates são "uma verdadeira história inspiradora e com um final feliz". Na Europa, Grã-Bretanha, Alemanha, França, Espanha e Itália também divulgaram mensagens. O presidente sul-africano, Jacob Zuma, também enviou um comunicado de apoio.

Vaticano. O papa Bento XVI desejou a "bondade divina" aos mineiros chilenos, que, aos poucos, são resgatados da mina. "Continuo a pedir com esperança a bondade divina aos mineiros da região do Atacama, no Chile", declaração o papa ao saudar os fiéis, em espanhol, no fim da audiência pública realizada na Praça São Pedro, no Vaticano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.