Líderes opositores paquistaneses se reúnem novamente

A segunda reunião é cortesia, os dois líderes não aprofundarão num possível acordo

EFE

16 de fevereiro de 2008 | 06h16

Os líderes dos dois principais partidos opositores paquistaneses se reúnem neste sábado na cidade oriental de Lahore, pela segunda vez na semana prévia às eleições gerais do próximo dia 18. O dirigente da Liga Muçulmana-N (PML-N), Nawaz Sharif, e do Partido Popular do Paquistão (PPP), Asif Zardari, se encontraram na terça-feira passada, após o que anunciaram uma possível aliança para formar o Governo após o pleito. Uma fonte do partido de Sharif consultada disse, no entanto, que esta segunda reunião é de cortesia, e que os dois líderes opositores não aprofundarão em um possível acordo entre suas legendas. No entanto, a aproximação entre o ex-primeiro-ministro Sharif e o viúvo de Benazir Bhutto envia uma mensagem ao eleitorado a dois dias das eleições no Paquistão, opinam os observadores. Pesquisas divulgadas por organismos estrangeiros dão o PPP como claro vencedor do pleito, seguido da Liga de Sharif. Ambos os partidos ameaçaram com protestos se acontecer, como dizem temer, uma fraude eleitoral que dê a vitória à Liga Muçulmana-Q (PML-Q), que apóia o presidente Pervez Musharraf. Os partidos políticos centraram a campanha no últimos dias em captar o voto da província de Punjab, a mais povoada do país, representada no Parlamento central com 183 de suas 342 cadeiras.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.