Líderes palestinos reúnem-se com Fox News para tratar do seqüestro de jornalistas

O presidente Mahmoud Abbas e o primeiro ministro Ismail Haniyeh, do partido governista do Hamas, programaram encontros com o chefe da organização de mídia de Jerusalém, Eli Fastaman, e o chefe de correspondentes em Israel, Jennifer Griffin.Steve Centanni, de 60 anos, cidadão norte-americano, e o neozelandês Olaf Wiig, de 36 anos, foram seqüestrados por homens encapuzados próximo do quartel-general do serviço de segurança palestino, nesta segunda-feira.Nenhum grupo se responsabilizou pelo seqüestro e a polícia afirmou que ninguém fez exigências para que os jornalistas sejam resgatados. Militantes de grupos palestinos negaram envolvimento no caso.Helen Clark, primeira ministra da Nova Zelândia, enviou embaixadores a Gaza. Ela afirmou em Wellington que estava "muito preocupada" com o seqüestro.A esposa de Wiig, Anita McNaught, afirmou a FOX que as negociações sobre o seqüestro já começaram. Mas oficiais de Gaza afirmaram que nenhum contato tinha sido feito com os seqüestradores.Nabil Abu Rdeina, assessor de Abbas, anunciou que o presidente deu ordens para que todas as forças de segurança se empenhem em encontrar os jornalistas. "Esse ato é inaceitável. Nós condenamos essa operação e esperamos encontrar uma solução pacífica o quanto antes", disse.Um investigador do caso, declarou anonimamente que suspeitas indicam que o seqüestro seja responsabilidade de um grupo militante palestino, mas recusou a dar mais detalhes. O carro no qual os jornalistas estavam quando foram seqüestrados foi identificado, segundo ele.Os jornalistas estavam dentro do carro identificado como da imprensa quando um homem armado parou o veículo. Um palestino que estava com eles foi jogado no chão e os profissionais foram levados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.