Líderes palestinos se reúnem na Cisjordânia sem Arafat

Líderes palestinos se reuniram neste sábado pela primeira vez em anos sem a presença de Yasser Arafat. Na França, médicos realizam exames de sangue para determinar se a doença de Arafat é terminal. Ansioso por demonstrar um ar de normalidade, o alto comitê da Autoridade Nacional Palestina realizou seu encontro semanal no escritório de Arafat, no complexo onde o líder era mantido confinado por Israel há quase três anos. Mahmoud Abbas, secretário geral do comitê executivo presidiu a reunião de uma dezena de membros, mas os funcionários advertiram que não se devia interpretar que Abbas estava preparado para ocupar o lugar de Arafat. Saúde de Arafat Uma fonte palestina que está em Paris disse, na condição de anonimato, que é grande a possibilidade de a doença do líder palestino ser leucemia. Uma equipe de médicos franceses especializados nessa patologia examinou Arafat na sexta-feira e tomou medidas imediatas para aumentar a quantidade de plaquetas em seu sangue, que caíram a níveis anormais nas últimas semanas, um dos sintomas da leucemia.

Agencia Estado,

30 Outubro 2004 | 10h46

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.