NYT
NYT

Líderes políticos locais são contrários ao candidato bilionário

Utah é o Estado de Mitt Romney, candidato republicano à presidência dos EUA em 2012

Cláudia Trevisan, ENVIADA ESPECIAL / SALT LAKE CITY, EUA, O Estado de S. Paulo

30 de outubro de 2016 | 05h00

Salt Lake City, EUA - Utah é o Estado de Mitt Romney, o candidato republicano à presidência dos EUA em 2012 que foi um dos primeiros integrantes de seu partido a condenar a candidatura de Donald Trump. No início deste mês, o governador do Estado, Gary Herbert, e seu antecessor, Jon Huntsman Jr., seguiram seus passos e anunciaram que não votarão no representante de sua legenda.

A gota d’água para ambos foi a divulgação do vídeo em que Trump se gaba de poder fazer o que quiser com as mulheres por ser famoso. Com meio século de vida e 15 anos em cargos eletivos, o ex-senador estadual de Utah Steve Urquart disse nunca ter visto uma eleição como a atual em seu Estado. Em sua opinião, a disputa será apertada, com uma diferença mínima entre Trump, Hillary Clinton e Evan McMullin. 

Apesar de ter uma visão negativa da candidata, o republicano Urquart acredita que ela levará Utah e dará a primeira vitória ao Partido Democrata no Estado em 52 anos. 

“Os moradores de Utah são muito conscientes do mundo e quando alguém defende o isolacionismo, isso afeta a nossa essência”, disse Urquart, que foi missionário mórmon no Sul do Brasil nos anos 80. “Nós temos uma perspectiva ampla do mundo”. 

Mais conteúdo sobre:
Mitt RomneyDonald Trump

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.