Lieberman desiste de disputar indicação democrata

Ao som dos acordes de ?My Way?, o senador Joe Lieberman pôs fim a suas pretensões de ser o candidato democrata à presidência dos Estados Unidos neste ano. Segundo correligionários, Lieberman era o candidato com a mensagem errada na hora errada - um moderado, no momento em que o Partido Democrata se volta para a centro-esquerda em busca de um oposto ideológico do presidente George W. Bush.?Ofereci uma voz equilibrada e ainda acredito que esta é a escolha certa e a escolha vencedora para nosso partido e nosso país?, disse o senador do Estado de Connecticut. ?A campanha acaba, mas nossa jornada e nosso propósito devem continuar?.A voz equilibrada quase fez de Lieberman vice-presidente em 2000, como companheiro de chapa de Al Gore, mas quatro anos depois o apoio do senador à guerra no Iraque e seu estilo comedido estão longe dos desejos do partido.O golpe de morte na candidatura veio na noite desta terça-feira, quando, nas primárias do Estado de Delaware - estratégico para a viabilidade eleitoral de Lieberman - o senador terminou num distante segundo lugar, com 11%, contra 50% do favorito John Kerry.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.