Liga Árabe pede à ONU para conter "agressão israelense"

O Conselho de Representantes Permanentes da Liga Árabe pediu hoje às Nações Unidas para porem fim "à agressão israelense e oferecer proteção internacional ao povo palestino". Numa reunião de emergência no Cairo para discutir o cerco de Israel ao líder palestino Yasser Arafat, o conselho também afirmou que "a administração americana tem plena responsabilidade de corrigir e retificar sua inaceitável posição em relação à agressão israelense".Durante o encontro, o embaixador palestino no conselho da Liga Árabe, de 22 integrantes, havia acusado os EUA de encorajarem a agressão de Israel. Mohammed Sobeih disse que "a administração dos EUA e o presidente (George W.) Bush têm plena responsabilidade pela continuidade da selvagem e racista agressão israelense contra o povo palestino e sua legítima liderança".Segundo Sobeih, a oposição dos EUA a uma resolução do Conselho de Segurança pedindo proteção internacional ao povo palestino "dá à liderança israelense luz verde para continuar com sua ocupação e sua política repressiva a fim de destruir a vida na terra da Palestina".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.