Liga Árabe pede fim da violência em Najaf

O secretário-geral da Liga Árabe, Amr Moussa, pediu o fim imediato das operações militares na cidade sagrada de Najaf e alertou que os civis iraquianos precisam ser poupados da violência. Moussa recebeu "com grande inquietação as notícias sobre os bombardeios e os novos choques" em Najaf, dizia uma declaração da Liga Árabe enviada por fax à sucursal da Associated Press no Egito. Milicianos leais ao clérigo xiita Muqtada al-Sadr combatem soldados americanos e iraquianos há duas semanas em Najaf, uma das cidades mais cultuadas pelos xiitas. Moussa exige o fim das operações militares e respeito aos locais sagrados de Najaf, diz a declaração da Liga Árabe. "Ele não fez contatos hoje, mas não descarta fazê-los no futuro próximo" com o objetivo de encerrar os choques em Najaf, dizia o comunicado da Liga Árabe sobre Moussa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.