Liga Árabe pede mediação da ONU entre Ocidente e Islã

O secretário-geral da Liga Árabe, AmreMoussa, afirmou nesta terça-feira que existe na atualidade um "conflito entre oOcidente e o Islã", e sugeriu que a ONU tente reduzir a tensão. Em um colóquio na sede da Unesco, em Paris, Moussa disse que acrise entre o Ocidente e o mundo muçulmano "ameaça a paz" no mundo."Não se trata simplesmente de um problema cultural ou decivilizações, mas de uma questão política, de segurança". O problema é que as diferenças entre os dois lados são utilizadaspor extremistas, afirmou o líder árabe, que defendeu que a ONU seocupe do conflito de alguma maneira, embora não tenha dito como. "Nosso futuro dependerá de nossas ações de hoje, de queenfrentemos esta crise que emergiu entre o Ocidente e o Islã, e detodas suas repercussões", disse. Moussa pediu que o mundo "refunde as políticas internacionais emvigor", pois predomina "uma política de dois pesos e duas medidas,de desprezo à lei e de deformação da realidade, o que leva a umadeterioração da situação e a mais violência".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.