Liga Árabe se recusa a reconhecer governo do Iraque

Os membros da Liga Árabe não reconhecerão o Conselho Governante indicado pelos EUA para o Iraque, e aguardarão que um governo eleito seja empossado, disse o secretário-geral Amr Moussa. ?Conselho é um começo, mas deve abrir caminho para um governo legítimo que possa ser reconhecido?, disse, após uma reunião de chanceleres de países-membros da Liga, que se encontraram para fechar uma posição comum a respeito do Iraque.A decisão desta terça-feira significa que a cadeira do Iraque na Liga Árabe permanecerá vazia até a eleição de um governo. Poucos outros membros da Liga podem se declarar governos democráticos. A lista de 22 membros inclui a Organização para a Libertação da Palestina, que não é um Estado, e a Somália, que não tem um governo reconhecido internacionalmente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.