Likud marca referendo sobre retirada israelense de Gaza

O Partido Likud, do primeiro-ministro Ariel Sharon, marcou para 29 de abril o referendo sobre o plano de Sharon para a retirada israelense da Faixa de Gaza e de quatro assentamentos isolados na Cisjordânia. O porta-voz do Likud, Shmuel Dahan, disse que a data foi acertada durante uma reunião do Comitê Central Eleitoral do partido, que está profundamente dividido a respeito do plano. Se o "sim" vencer na votação, Sharon deverá pedir que gabinete e o Parlamento aprovem o projeto em poucos dias.A decisão sobre a data do referendo ocorre um dia antes de Sharon partir para Washington, onde espera obter do presidente George W. Bush apoio para seu plano. Os dois deverão reunir-se na próxima quarta-feira em Washington. O referendo de 29 de abril, para o qual foram convocados os 200 mil membros do Likud, é crítico para Sharon. Se for vitorioso, o primeiro-ministro poderá pressionar os membros do seu governo a confirmar a decisão; se perder, será pressionado para renunciar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.