Lisboa declara guerra às fachadas caóticas

A Câmara dos Vereadores de Lisboa quer regulamentar a ocupação de fachadas e calçadas de restaurantes e bares na capital portuguesa. A ideia é uniformizar o mobiliário, a cor das toalhas e os guarda-sóis. A padronização, que já está em vigor na Baixa Pombalina, será ampliada ao resto da cidade. Tudo tem de estar pronto antes do verão europeu.

O Estado de S.Paulo

26 de novembro de 2012 | 02h05

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.