REUTERS/Rafael Marchante
REUTERS/Rafael Marchante

Lisboa reforça confinamento para conter propagação do coronavírus

Reuniões com mais de dez pessoas estão proibidas; cafeterias e lojas terão de fechar depois das 20h

Redação, O Estado de S.Paulo

22 de junho de 2020 | 15h21

O governo português anunciou nesta segunda-feira, 22, um reforço do confinamento na região de Lisboa para controlar os focos de contágio do coronavírus na capital, informou o primeiro-ministro, Antonio Costa.

Entre as medidas está a proibição de reuniões de mais de dez pessoas, enquanto o limite foi aumentado para 20 em todo país, assim como o fechamento de cafeterias e lojas a partir das 20h locais.

"Medidas serão aplicadas em toda região metropolitana de Lisboa", afirmou o chefe de governo em coletiva de imprensa após se reunir com os prefeitos dos cinco municípios mais afetados do país.

"O núcleo do problema está em 15 distritos destes municípios", acrescentou, especificando que as novas medidas e sua aplicação geográfica serão detalhadas em um conselho ministerial extraordinário, que ocorrerá à noite.

De acordo com dados oficiais, entre 21 de maio e 21 de junho, foram detectados em Portugal 9.221 novos casos de covid-19, dos quais 85% estão nas regiões de Lisboa e do Vale do Rio Tejo. Cerca de metade desses novos casos foi localizada nas comunas de Lisboa, Sintra, Odivelas, Loures e Amadora.

"A região de Lisboa continua concentrando nossa atenção e esforços", declarou o secretário de Estado da Saúde, Antonio Lacerda Sales. A capital portuguesa sediará a última fase da Liga dos Campeões de futebol da Europa em agosto. / AFP

Tudo o que sabemos sobre:
Lisboa [Portugal]Portugal [Europa]

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.