Lista de ricos da Forbes inclui traficante do México

A revista Forbes incluiu em sua lista de homens mais ricos do mundo Joaquín "El Chapo" Guzmán, suspeito de liderar o Cartel de Sinaloa e um dos homens mais procurados pelas autoridades do México. O responsável pela Polícia Federal mexicana, Rodrigo Esparza, questionou a escolha de Guzmán. "Não temos ideia de como essa revista chega a essa conclusão", disse o comissário da Polícia Federal. A fortuna de Guzmán foi estimada em US$ 1 bilhão e ele ficou no 701º lugar na lista."Ignoramos que fonte de informação tem e a metodologia utilizada para envolver gente dedicada ao narcotráfico em uma relação de pessoas que se dedicam à indústria e à empresa, atividades lícitas", acrescentou o funcionário, em entrevista coletiva. No evento foi anunciada a captura de três membros do Cartel do Pacífico. Guzmán é considerado o líder mais poderoso do narcotráfico no México, após fugir de uma prisão de segurança máxima, em 2001. Autoridades norte-americanas oferecem US$ 5 milhões por sua captura. Guzmán, de 54 anos, não é o primeiro narcotraficante presente na lista. A Forbes lembrou que Pablo Escobar, o chefe da cocaína na Colômbia, já esteve na relação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.