Lista dos ''10 mais procurados do FBI'' fica com só 8 nomes

Com a morte de Osama bin Laden e prisão de mafioso, polícia ainda precisa selecionar os próximos nomes

The New York Times, O Estado de S.Paulo

25 de junho de 2011 | 00h00

Com a morte de Osama bin Laden em maio e a prisão de James "Whitey" Bulger na noite de quarta-feira na Califórnia, restam apenas 8 fugitivos na lista dos criminosos mais procurados pelo FBI.

Entre eles estão Glen Stewart Godwin, que já fugiu da prisão duas vezes, na Califórnia, em 1987, e no México, em 1991, enquanto cumpria pena por assassinato e tráfico de drogas.

Também faz parte da lista Jason Derek Brown, golfista e praticante de snowboard dotado de um diploma em comércio internacional e fluente em francês, conhecido por "gostar de ser o centro das atenções"; ele é acusado de ter assassinado o segurança de um carro-forte e fugido com o dinheiro.

E temos também Victor Manuel Gerena, maquinista e segurança particular que, de acordo com as autoridades, manteve reféns dois funcionários de uma empresa de segurança e injetou neles uma "substância desconhecida" durante um assalto que lhe rendeu cerca de US$ 7 milhões em 1983. A recompensa por ele é de US$ 1 milhão.

Dois dos demais fugitivos listados são suspeitos de envolvimento com os cartéis de traficantes mexicanos. Um deles, Jose Luis Saenz, nascido em Los Angeles, é acusado de matar dois membros de gangues rivais na cidade em 1998; de raptar, estuprar e matar a namorada; e de matar uma quarta pessoa 10 anos mais tarde. O outro, Eduardo Ravelo, é líder da gangue Barrio Azteca, de El Paso, Texas, conhecida por fornecer matadores para os traficantes de Ciudad Juarez. Existe a possibilidade de ele ter se submetido a cirurgias plásticas e "alterado" suas impressões digitais, de acordo com o FBI.

Serão necessários cerca de dois meses para que a polícia federal americana decida quais serão os fugitivos a ocupar os lugares de Bin Laden e Bulger na lista. Primeiro, sugestões de candidatos são pedidas aos 56 departamentos de investigação, processo que teve início após o assassinato de Bin Laden. Então, representantes da Divisão Investigativa Criminal e do Gabinete de Assuntos Públicos elegem alguns nomes dentre os sugeridos. A decisão cabe ao diretor do FBI.

Os fugitivos são escolhidos por serem perigosos e por apresentarem extensas fichas criminais, mas principalmente porque o FBI descobre que alguém no país tem informações sobre o paradeiro de um deles e poderia ser persuadido a revelar uma pista importante. Os funcionários do FBI deixam claro que não existe na lista uma hierarquia de importância entre os fugitivos. A última vez em que novos nomes foram acrescentados à lista foi em outubro de 2009.

Dentre os fugitivos na mais recente lista dos 10 mais procurados, Bin Laden e Bulger tinham as maiores recompensas associadas à sua captura: até US$ 27 milhões para o caso de Bin Laden e até US$ 2 milhões para informações que levassem a Bulger. A lista foi criada em 1950, depois que um repórter pediu ao FBI que relacionasse os nomes dos "piores criminosos" perseguidos por seus agentes. Dos 494 fugitivos que já passaram pela lista, mais de 460 foram localizados.

FICHA TÉCNICA

Os crimes de cada um

Semion Mogilevich: fraude fiscal e lavagem de dinheiro

Glen Stewart Godwin: homicídio e tráfico de drogas

Jason Derek Brown: roubo e latrocínio

Jose Luis Saenz: estupro, homicídio e sequestro

Victor Manuel Gerena: tráfico de drogas

Eduardo Ravelo: tráfico de drogas (retificado por incorreção anterior, conforme determinado por sentença proferida nos autos n.º 568.01.2012.004632- 1/000000-000 da Vara do Juizado Especial Cível e Criminal da Comarca de São João da Boa Vista).

Robert William Fisher: homicídio

Alexis Flores: sequestro e homicídio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.