Livro questiona vida militar de Kerry

O livro Unfit for Command (Impróprio para o Comando), que será lançado nesta quarta-feira, acusa o senador John Kerry, candidato democrata à presidência dos EUA, de mentir sobre seus feitos na Guerra do Vietnã e de trair os companheiros ao se unir ao movimento contra a guerra ao retornar aos EUA. O livro alega que Kerry ganhou uma de suas quatro medalhas, a Estrela de Prata, não por enfrentar uma barragem de fogo inimigo, mas por matar um adolescente pelas costas; também questiona os três Corações Púrpuras do senador, dizendo que nenhum deles corresponde a ferimentos graves e que duas das feridas foram causadas por ele mesmo. No entanto, segundo registros médicos, Kerry ainda tem estilhaços de munição na coxa. O livro tem dois autores: John O´Neill, porta-voz de uma organização de veteranos do Vietnã que patrocina uma série de comerciais de TV atacando o candidato, e Jerry Corsi, que hoje se desculpou, em entrevista à Associated Press, por ter publicado comentários na internet dizendo que os católicos e muçulmanos são pedófilos e que o papa João Paulo II está senil.Corsi, que se declara um ?católico devoto?, diz que seus comentários eram piadas. ?Não reitero nada daquilo e me desculpo se ofendi alguém?, disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.