Loja apaga mulheres de anúncio saudita

A loja de móveis sueca Ikea alterou seu catálogo para adaptar-se às exigências da monarquia saudita. A marca excluiu digitalmente a presença de mulheres nas fotos da brochura que circula na Arábia Saudita para divulgar seus produtos. A loja justificou a decisão como uma medida de adaptação aos valores das diferentes culturas do mundo.

O Estado de S.Paulo

03 de outubro de 2012 | 03h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.