Londres confirma liberação de 5 de sua embaixada no Irã

O governo da Grã-Bretanha confirmou hoje que cinco dos nove funcionários da embaixada britânica presos em Teerã, capital do Irã, foram liberados. Londres qualificou o prosseguimento da detenção das outras quatro pessoas como "inaceitável e injustificável". "Há ainda quatro funcionários locais contratados pela embaixada britânica que estão detidos pelas autoridades iranianas", afirmou o porta-voz do primeiro-ministro Gordon Brown. "Nós estamos bastante preocupados com a prisão e contínua detenção deles. Essas prisões são completamente inaceitáveis e injustificáveis."

AE, Agencia Estado

29 de junho de 2009 | 10h48

As autoridades iranianas informaram no domingo sobre a detenção de nove funcionários iranianos da embaixada britânica por seu suposto papel nos distúrbios posteriores às eleições do dia 12. O atual presidente, Mahmoud Ahmadinejad, foi apontado como vencedor da disputa, porém a oposição reclama de fraudes generalizadas. O Irã, que confirmou a libertação dos cinco presos, afirmou que a Grã-Bretanha é a principal fonte do que o país considera como ingerência em seus assuntos internos. O governo britânico nega a acusação. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.