Lordes britânicos defendem anonimato em casos de estupro

A Câmara dos Lordes decidiu emendar uma lei sobre crimes sexuais e insistiu que pessoas acusadas de estupro devem permanecer anônimas até que sua culpa seja provada. Os pares da câmara alta do Parlamento britânico, que não são eleitos, argumentam que vidas inocentes já foram arruinadas por acusações falsas de estupro. Os lordes decidiram emendar a Lei de Ofensas Sexuais por 109 votos a 105.O governo disse que pretende derrubara emenda na Câmara dos Comuns. ?É um princípio do nosso sistema de justiça penal ser aberto e transparente?, disse o ministro Lord Falconer. Ele argumentou que o sigilo pretendido pela maioria dos lordes pode prejudicar a busca por vítimas e testemunhas de crimes sexuais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.