Lordes são suspeitos de corrupção, diz jornal

Alguns integrantes da Câmara dos Lordes, na Grã-Bretanha, são alvo de suspeitas de corrupção, informou ontem o jornal Financial Times. Segundo a publicação, mais de 40 lordes deram acesso privilegiado a lobistas que trabalham para empresas de relações públicas, grupos de pressão e outros organismos. Órgãos como o Sindicato Nacional de Agricultores e a petrolífera BP têm empregados com acesso direto à câmara.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.