Los Angeles tenta evitar surto de HIV entre atores pornô

Autoridades sanitárias do município de Los Angeles enviaram cartas a produtores e diretores de filmes pornográficos pedindo que façam os atores usar camisinhas no trabalho, para evitar uma repetição do surto de contaminação por HIV que atingiu a indústria do sexo em abril. As cartas também pedem que os atores se vacinem contra a hepatite A e B. Mês passado, a Divisão estadual de Saúde e Segurança no Trabalho multou duas empresas do setor em US$ 30.560 cada por, supostamente, permitir que os funcionários praticassem sexo inseguro. As multas se basearam numa regulamentação que exige proteção contra troca de fluidos corporais no local de trabalho.

Agencia Estado,

08 Outubro 2004 | 14h05

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.