Lozada aceita referendo sobre questão do gás

O presidente da Bolívia, Gonzalo Sánchez de Lozada, aceitou, na noite desta quarta-feira, convocar um referendo popular para decidir o futuro do projeto de exportação de gás para os EUA. A decisão parece ser a última cartada de Lozada na tentativa se manter no poder.O presidente boliviano assinalou, também, que a coalizão que governa o país incorporará à constituição a figura da assembléia constituinte - pedido feito pelo líder da oposição, Evo Morales -, para garantir a democracia e a unidade do país. Morales lidera a revolta na Bolívia exige a renúncia de Lozada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.