Lucro da Telefónica cresce 16,1% no semestre

O lucro líquido do Grupo Telefónica cresceu 16,1% no 1º semestre do ano em comparação com o mesmo período de 2000, chegando a 1,15 bilhão de euros (US$ 1,03 bilhão), segundo comunicado distribuído hoje pela empresa. As receitas foram de 15,3 bilhões de euros no período, com crescimento de 15% em relação ao 1º semestre de 2000. Na mesma comparação, os lucros antes dos juros, impostos, depreciações e amortizações (Ebitda) cresceram 9,2% para 6,3 bilhões de euros. A empresa informou que tinha até o final de junho um total de 69,1 milhões de clientes, cerca de 20% mais do que o 1º semestre de 2000. Os resultados foram um pouco melhores do que a expectativa dos analistas ouvidos pela Dow Jones Newswires, que previam lucro líquido de 1,12 bilhão de euros e receitas de 15,33 bilhões de euros.Na América Latina A América Latina, que representa 47% do Ebitda do Grupo Telefónica, teve desempenho melhor do que o esperado, segundo informou hoje a empresa. O grupo atingiu na AL receitas de 5 bilhões de euros (US$ 4,55 bilhões) no 1º semestre ante 6,08 bilhões de euros no mesmo período do ano passado. O Ebitda chegou a 2,58 bilhões de euros (US$ 2,28 bilhões), 2,6% mais do que o mesmo período em 2000. De acordo com a companhia, o Brasil, onde a empresa controla a operadora de telefonia fixa Telesp, teve performance acima da esperada e continua a ser um dos principais fatores que contribuíram em termos absolutos para o crescimento do Ebitda. De acordo com analistas, a depreciação do Real e outras moedas da região pode ter sido responsável pela desaceleração do crescimento da empresa na AL. A Telefónica afirma, no entanto, que ainda vê possibilidades de crescimento na região, apesar da deterioração econômica.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.