Lucros do Banco da China sobem 33%

Os lucros do Banco da China (BOC, sigla em inglês), a segunda maior instituição de crédito do país, aumentaram 33% ao ano graças à diminuição dos empréstimos fracassados, informou a agência Xinhua. O índice de empréstimos fracassados caiu para 4,7% em 2005 frente aos 5,12% de 2004, segundo números apresentadas pelo presidente da entidade, Li Lihui, à imprensa local. Estes números dão novo ímpeto aos planos do gigante estatal para cotar na Bolsa de Hong Kong, onde o BOC prevê fazer uma oferta pública inicial de valores (OPV) este ano, possivelmente em junho. A OPV, ainda pendente de aprovação pela autoridade da bolsa de Hong Kong, pode chegar a US$ 8 bilhões. O BOC conta também com dois investidores institucionais: o Royal Bank of Scotland, com 10%, e Temasek Holdings (o braço investidor do Governo de Cingapura), com 5%. O BOC se unirá ao Banco de Construção da China (BCC, terceiro banco nacional) na bolsa de Hong Kong.

Agencia Estado,

13 Março 2006 | 05h44

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.