Lufthansa negocia corte de custos com empregados

Representantes da companhia aérea alemã Lufthansa, da associação de pilotos (Cockpit) e do sindicato dos comissários de bordo alemão (Verdi) concluíram, em reunião realizada hoje, que serão necessárias mais medidas, que visem cortes de custos, para a melhoria da condição financeira da empresa. "Todas as partes chegaram ao consenso de que não há outra maneira de melhorar no curto prazo", disse uma porta-voz da empresa. "Entretanto, a Lufthansa ainda pretende evitar demissões." Uma das medidas discutidas pela empresa com o sindicato e os pilotos foi a adoção da jornada semanal de quatro dias. A porta-voz da Lufthansa disse ainda que as conversações devem continuar na próxima semana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.