Lugo não irá ao Senado paraguaio para julgamento

Adolfo Ferreiro, um dos advogados de defesa do presidente paraguaio Fernando Lugo, disse que seu cliente não comparecerá ao Senado durante o julgamento contra ele. O presidente vai permanecer no palácio do governo, acompanhando os trabalhos pela televisão.

AE, Agência Estado

22 de junho de 2012 | 13h33

Os legisladores do país acusam Lugo de mal desempenho de suas funções durante um confronto envolvendo trabalhadores sem-terra na sexta-feira da semana passada, quando 17 pessoas morreram

Na quinta-feira, a Câmara dos Deputados aprovou o impeachment de Lugo. Após a aprovação do impeachment pela Câmara, o presidente disse que enfrentaria o julgamento, mas chamou a tentativa de retirá-lo do poder de "golpe expresso".

Uma delegação de ministros de Relações Exteriores da União das Nações Sul-americanas (Unasul), chegou ao Paraguai nesta sexta-feira para discutir a crise. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
ParaguaiLugoSenadoDefesa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.