Lugo se diz ansioso para voltar logo ao Paraguai

O presidente do Paraguai, Fernando Lugo, internado em um hospital em São Paulo para tratamento contra o câncer linfático, expressou seu alívio após os médicos terem lhe assegurado que poderá seguir governando, informa um comunicado divulgado hoje pelo palácio do governo do país.

AE-AP, Agência Estado

12 de agosto de 2010 | 13h33

"Estou ansioso para voltar ao Paraguai nas próximas horas, o processo de diagnóstico e tratamento feito pelos médicos do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, foi excelente", disse Lugo, em comunicado.

Lugo afirmou que "consultei várias vezes os médicos sobre em qual medida a quimioterapia pela qual passarei modificará o curso da minha ação como presidente e todos responderam que poderei trabalhar normalmente", disse Lugo, que no próximo domingo completará dois anos de mandato.

O câncer linfático foi detectado em Lugo na semana passada, após os médicos extirparem um gânglio inguinal do presidente paraguaio em outra cirurgia. Lugo, um ex-bispo católico de 59 anos, assumiu a presidência paraguaia em 15 de agosto de 2008 e tem mandato até 2013. Segundo a presidência do Paraguai, o Hospital Sírio-Libanês informará ainda hoje quando Lugo regressará ao Paraguai.

Tudo o que sabemos sobre:
presidenteParaguaiFernando Lugosaúde

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.