Lugo troca o comando das Forças Armadas no Paraguai

Assim como fez com a cúpula policial, o novo presidente do Paraguai, Fernando Lugo, trocou hoje todo o comando das Forças Armadas de seu país, nomeando novos chefes para o Exército, a Força Aérea e a Marinha. Augusto dos Santos, porta-voz do palácio do governo paraguaio, entregou hoje à imprensa um informe com mais de 30 decretos assinados por Lugo designando os novos comandantes de grandes unidades militares, entre eles os generais do comando do Estado-Maior.No entanto, o general Bernardino Soto, comandante geral das Forças Armadas paraguaias, será mantido na posição porque ainda precisa cumprir três dos cinco anos estabelecidos pelo regulamento militar. O general Catalino Roy será o novo comandante do Exército; o general Roberto Marecos comandará a Força Aérea; o vice-almirante Cíbar Benítez será o novo chefe da Marinha.Os decretos assinados por Lugo não especificam se as mudanças foram motivadas por alguma espécie de má conduta. Seguindo a linha protocolar, o texto limita-se a informar: "nomeia-se em substituição a...".No último sábado, durante discurso pronunciado na comunidade rural de San Pedro, 320 quilômetros ao norte de Assunção, Lugo assegurou que "nunca mais os militares serão utilizados para reprimir ou agredir seus compatriotas". As forças militares do Paraguai são consideradas por especialistas as mais pobres da América do Sul.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.