Lula desafia Kirchner para partida de futebol

Quando brasileiros e argentinos se encontram, é grande a chance de ter futebol na conversa. Foi o que aconteceu ontem na reunião do presidente Luiz Inácio Lula da Silva com seu colega argentino Néstor Kirchner, em Nova York. Na saída, Kirchner disse que Lula o convidou para disputar uma partida. "Quando vamos fazer um jogo entre o Racing (time preferido de Kirchner) e o Corinthians (time preferido do presidente brasileiro)?", teria perguntado Lula. Ainda de acordo com o presidente argentino, Lula lhe contou que já está marcada uma partida entre o time da Presidência da República e uma equipe de artistas liderada pelo compositor Chico Buarque de Hollanda. Será no dia 12 de outubro, no Maracanã, como preliminar do jogo entre Vasco da Gama e Flamengo pelo Campeonato Brasileiro. Naquele dia, toda a renda dos jogos do campeonato será destinada ao Fome Zero. Lula, porém, não garantiu sua participação no jogo. "Estou com vergonha de entrar no campo. Não tenho corpo de atleta", disse ele a Kirchner. Mesmo depois, quando foi questionado pelos jornalistas, o presidente manteve sua escalação em dúvida. "Posso até entrar de roupão", brincou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.